" É feliz quem a Deus se entrega e orienta seus passos no Senhor! " (sal 1)

Páginas

10 de abril de 2011

O HOMEM E SEU CRIADOR


Façamos o homem à nossa imagem e semelhança.” Gênesis 1, 26
Quis Deus criar o ser humano à sua própria imagem, o que não é pouca coisa. Porém, ao homem compete esta descoberta, que é antes de tudo dentro de si mesmo. Com tantas oportunidades e desafios que o mundo oferece, o homem é levado a esquecer sua origem e o plano a que foi chamado pelo Pai.
No livro “Amarás o Senhor teu Deus” de Amadeu Cencini, encontra-se a seguinte explicação: “Existe, antes de tudo, uma revelação que Deus faz de si mesmo. Com efeito, Deus é nosso Pai. Trazemos profundamente impressa em nós a sua imagem. Não se pode conceber o ser humano sem essa relação, ou sem procurar entender os sinais dessa misteriosa, mas real semelhança. Em outras palavras, o conhecimento do ser humano e de seu destino está profundamente ligado ao conhecimento de Deus e de sua vontade criadora: sua identidade está “escondida” em Deus. É este um princípio repleto de conseqüências e de uma profunda relevância com relação ao problema dessa mesma identidade. Isto quer dizer que: na revelação de Deus, o ser humano encontra, ou começa a descobrir, misteriosamente velada, a revelação de seu próprio eu e de seu eu ideal. De fato será plenamente ele mesmo apenas quando conseguir aquele traço de semelhança que constituiu a essência verdadeira do seu eu.”
O profeta Jeremias no capítulo 14, 9 diz: “Senhor, trazemos o teu nome”. É verdade! Trazemos não só o nome, mas o traço do criador em nós, porém, corre-se o risco de se passar despercebido de tão grande preciosidade.
O homem quando nasce já traz dentro de si saudade do Criador, colocada por Ele mesmo. Mas a liberdade é do homem para buscar saciar esta sede de estar perto e só poderá saciá-la buscando a verdadeira fonte que é o Cristo. É necessário mergulhar mais fundo, sair da superficialidade da fé, pois ela é como um poço artesiano que precisa ser cavado. Não se contente com pouco, deseje buscar mais.
A Comunidade Fonte Nova, que tem o chamado de ser imagem e semelhança de Deus, convida você, querido(a) amigo(a), a mergulhar nos braços do Pai, através de uma vida de oração, escuta e entrega, deixando-se ser conduzido por Ele, como santa Teresa D’Ávila que disse: “Só Deus basta”. Não tenha medo de mergulhar nos mistérios Daquele que te formou e desejou que você fosse a sua própria imagem sobre a face da terra.
Deus o abençõe!
Cláudia Hammes Dias

0 comentários: