" É feliz quem a Deus se entrega e orienta seus passos no Senhor! " (sal 1)

Páginas

1 de agosto de 2011

EIS-ME AQUI, ENVIAI-ME!




Esses dias ouvi que a dor de estar desempregado é uma das maiores que se pode viver e não devemos menosprezá-la. E lembrei-me do profeta Isaías que sempre me impressionou por sua disposição e iniciativa de servir ao Senhor. Entendendo que o Senhor procurava por servos, se ofereceu, dizendo: “Eis-me aqui, enviai-me!”(Is 6, 8). Isaías pediu ao Senhor uma missão, e Ele imediatamente começou a conduzi-lo no caminho de sua vocação profética.
Também na parábola dos operários da vinha (Mt 20, 1-16), Jesus diz que o Reino dos céus é como um pai de família que sai à procura de operários para sua vinha. Assim o Senhor faz ainda hoje, procurando trabalhadores para a sua messe, que aceitem a missão dada. Alguns são chamados cedo, outros tarde.
“Finalmente, encontrou ainda outros na praça e perguntou-lhes: ‘Por que estais todo o dia sem fazer nada?’ Eles responderam: ‘É porque ninguém nos contratou.’ Disse-lhes ele, então: ‘Ide vós também para a minha vinha.’ “ (Mt 20, 6s)
E, no fim do dia, pagou a todos igualmente.
Hoje começa o mês das vocações e medito sobre a sede e fome que aqueles que amam a Deus têm de servi-Lo. Quanto mais conhecemos o Senhor, mais essa fome aumenta. Como é possível nos sabermos amados tão grandemente pelo Senhor sem despertar em nós o impulso de amá-Lo? E como posso amar a esse Deus tão grande? Contemplando a fragilidade de nossa vida, a ilusão de todos os bens e prazeres passageiros, a condição do homem pecador, incapaz de todo bem, como não ansiarmos por Aquele que quer nos tirar desta penúria?
“Os teus servos têm pão em abundância.” (Lc 15, 17)
Quanto mais servimos o Senhor, mais fome e sede sentimos. E Ele nos sacia, diariamente, com manjares deliciosos.
Senhor, como sofrem aqueles que estão à espera do Teu chamado... Não se alimentam com a comida do mundo, mas também não conseguem provar de Ti...
Quem já experimentou uma gota do amor de Deus, sabe que em nada deste mundo encontrará consolo semelhante. Servir a Deus e ao mundo... é impossível. E quanto sofrimento há neste campo de indecisão.
Precisamos da graça divina para trilharmos um caminho para o Senhor. E isso é vocação. Passo a passo, vamos descobrindo o que Deus quer de nós. Obedecendo ao pequeno bom gesto que o Senhor me inspirou hoje, e amanhã permanecendo fiel a essa busca, o Senhor vai delineando a minha vocação que só se completará com a minha morte.
A verdadeira vocação é movida pelo desejo de servir ao Senhor. E, na verdade, é isso que agrada a Deus.
Senhor, sei que não precisas de mim e, na prática, sou uma serva inútil, pois todos os meus esforços são tão pouco que não movem uma palha. Se Tu não me enviar e ir comigo, nada posso. Mas quero e preciso te servir, Senhor! Como Isaías, quero hoje dizer: “Eis-me aqui, enviai-me!”
Confiantes na misericórdia divina, não precisamos ter medo, pois Ele não esquece de chamar nenhum de seus filhos que esperam por Ele.
Carina Marin Nardello

0 comentários: