" É feliz quem a Deus se entrega e orienta seus passos no Senhor! " (sal 1)

Páginas

18 de agosto de 2011

QUERO DEIXAR TUDO




Como é bom quando saímos para caminhar sem bolsa ou mochila, sem nenhum peso, e com as mãos vazias. Talvez seja necessário levar a chave de casa no bolso... tudo bem.

Ou quando vamos viajar para a casa da mãe, ou da avó... n esse caso, só precisamos levar algumas roupas e objetos pessoais, pouca coisa. Porque toalhas, xampu, pasta de dente, não precisa levar. A minha avó, ao menos, fica até brava se a gente leva, ela gosta que usemos as coisas dela.

Carregar muito peso dá dor nas costas, a gente não relaxa. Semelhantemente, carregar apegos no coração também causa muitas dores.  Quem é desapegado não tem preocupações nem medos exagerados. Porque mesmo possuindo bens, que são necessários, não tem sobre eles sentimento de posse. Sabe que tudo pertence a Deus e Ele é justo. Então, para quê o medo de perder? Interiormente está tranqüilo, e canta: “O Senhor é o meu pastor, nada me falta nem faltará.”
Grande mal é o apego dos bens passageiros. E, além disso, apegar-se não é garantia para não perder...

O Senhor é a segurança verdadeira. Ele nos ensina a administrar com sabedoria os bens passageiros com o coração voltado para os bens eternos. Porque os bens exigem cuidados, de certa forma nos escravizam e isso é uma conseqüência do pecado que precisamos suportar enquanto estivermos neste mundo... mas o coração pode e precisa ser livre!

Por isso, quando eu morrer, não quero levar nada! Nem nas mãos (seria impossível), nem no coração! Porque vou para a casa do Pai e lá Ele tem tudo que eu preciso e muito mais! As roupas de lá são lindíssimas, limpíssimas, inimagináveis! As jóias, de beleza muito superior às daqui. A comida, a música, os perfumes... tudo inimaginável a nós! Não quero passar vergonha querendo levar as coisas daqui, que lá serão lixo. Até porque sei que a porta é estreita, enfim é preciso deixar tudo.

“É como está escrito: Coisas que os olhos não viram, nem os ouvidos ouviram, nem o coração humano imaginou (Is 64,4), tais são os bens que Deus tem preparado para aqueles que o amam.” (ICor 2,9)

“Pedro começou a dizer-lhe: ‘Eis que deixamos tudo e te seguimos.’ Respondeu-lhe Jesus: ‘Em verdade vos digo: ninguém há que tenha deixado casa ou irmãos, ou irmãs, ou pai, ou mãe, ou filhos, ou terras por causa de mim e por causa do Evangelho que não receba, já neste século, cem vezes mais casas, irmãos, irmãs, mães, filhos e terras, com perseguições – e no século vindouro a vida eterna.” (Mc 10,28-30)

É certo que Deus se dá àqueles que tudo deixam por Ele. Se para ganhar Deus é preciso deixar todo o resto, eu quero deixar tudo!

Carina Nardello


0 comentários: