" É feliz quem a Deus se entrega e orienta seus passos no Senhor! " (sal 1)

Páginas

10 de março de 2019

Os dois caminhos

Cada pessoa traça um caminho original em sua vida. Entretanto, no fim da vida, existem apenas dois pontos de chegada.
O caminho que escolhemos pode ser sinuoso, em linha reta, pode ter retornos e desvios da rota, pode ser que andemos em círculo sem encontrar o rumo certo... mas é certo que um dia o caminho termina.
Santa Faustina teve a seguinte visão:
“Um dia, vi duas estradas: Uma estrada larga, atapetada de areia e flores, cheia de alegria e de música e de vários prazeres. As pessoas caminhavam por essa estrada dançando e divertindo-se – estavam chegando ao fim, sem se aperceberem disso. E, no final dessa estrada, havia um enorme precipício, ou seja, o abismo do Inferno. Essas almas caíam às cegas na voragem desse abismo; à medida que iam chegando, assim tombavam. E seu número era tão grande que não era possível contá-las.
E avistei uma outra estrada, ou antes uma vereda, porque era estreita e cheia de espinhos e de pedras, por onde as pessoas seguiam com lágrimas nos olhos e sofrendo dores diversas. Uns tropeçavam e caíam por cima dessas pedras, mas logo se levantavam e iam adiante. E no final da estrada havia um magnífico jardim, repleto de todos os tipos de felicidade e aí entravam todas essas almas. Já no primeiro momento, esqueciam de seus sofrimentos” (Diário de Santa Faustina, nº 153)
Feliz é aquele que não anda pelo caminho dos pecadores mas encontra a sua alegria no caminho de Deus! (cf. Salmo 1)
Deus está te chamando, mesmo que você esteja na estrada larga do mal, retorne imediatamente! Pois o Senhor protege a caminhada daqueles que o procuram sinceramente e recompensa com imensa Misericórdia!

Carina Nardelo Coelho

0 comentários: